quinta-feira, maio 26, 2011

Os homens que nao amavam as mulheres - Stieg Larsson

Esse realmente é um livro diferente de todos que eu já li. Conta a história de duas pessoas em especial, Mikael e Lisbeth. Mikael que é um jornalista que teve sua carreira manchada por um deslise em uma matéria que revelava um escandalo grande de um "Todo Poderoso". Lisbeth é uma menina com tatuagens e piercings que guarda muitos segredos, sendo que um deles é ela ser uma talentosa Hacker.

Bom, um cara idoso contrata Mikael para encontrar uma pessoa e Lisbeth acaba ajudando. Enquanto o Mikael se "relaciona" muito bem com as pessoas, principalmente mulheres, Lisbeth realmente não se relaciona muito bem com ninguém, por ser muito fechada. Quando os dois começam a trabalhar juntos você começa a desvendar pequenos pedaços de um mistério enorme. Além disso, em partes do livro existe uma estatísca de violência contra as mulheres, logo antes de começar um capítulo de uma nova parte. Estatísticas que dão medo!

No começo você pode ficar um pouco confuso, e achar um pouco chato, afinal, são nomes complicados da Suécia, nós brasileiros podemos encontrar dificuldades em ligar o nome com o personagem no começo. Mas se continuar você acaba acostumando com os nomes e não larga mais o livro. Literalmente, foi um livro que carregava para onde fosse, sempre que tinha um tempinho eu lia.

É uma ótima leitura para quem quer algo diferente. E claro, que você vai se surpreender no final, esse livro é como se você estivesse desvendando uma conspiração, e aos poucos os segredos das pessoas "importantes" vão aparecendo. Emocionante e tenso, pois também fala sobre violências contra mulheres.

quinta-feira, maio 19, 2011

Saga Crepúsculo - Stephenie Meyer

A saga Crepúsculo, a história de uma menina perdida no mundo, tímida e que acaba em uma cidadezinha habitada por seres sobrenaturais, se apaixona por um vampiro e um lobisomem se apaixona por ela, entre os problemas que ela passa nessa nova realidade hora ela parece corajosa hora parece covarde. Sem falar que ela quer ser um vampiro.

Estava evitando falar de Crespúsculo simplesmente porque ou você ama ou você odeia. Sim eu gosto da saga, mas sei que tem seus defeitos.

Um ponto positivo é que virou febre, então mais pessoas comentam sobre ele o que te faz criar uma expectativa em cima do livro (se a expectativa é muito grande você pode se arrepender). Outro é que fala sobre um triângulo amoroso que é diferente de outras histórias que havia lido sobre vampiros, e a forma que ela mistura vários seres em uma comunidade, como uma aldeia que funciona normalmente.

É claro que os pontos negativos são que, ele é muito meloso o que fez com que a personagem seja um pouco tediosa, e eu acho que a autora poderia trabalhar melhor a história em alguns trechos que ficaram monótomos.

Mas de um todo gostei pela criatidade, pelo marketing trabalhado em cima do livro e pela história ter elementos completamente diferentes acontecendo ao mesmo tempo. Além disso, falem o que quiser, mas o livro prende sua atenção, e (repetindo) virou uma febre. E qualquer livro que vire febre e válido, principalmente para criar o costume de ler nas pessoas que não pegavam em nenhum livro.

Recomendo para quem gosta de histórias bem românticas. E como sempre tem uma época que você mesma esta melosa e quer ler esse tipo de história, comendo chocolate (comigo acontece, não sei com vocês), esse livro cairá como uma luva. Mas atenção, o segundo livro é o mais parado e o que acho que é capaz de fazer alguém desistir da saga, mas meu conselho é: nunca desista de um livro.

terça-feira, maio 10, 2011

Dracula - O Homem Por Tras Do Mito - Roberta Zugaib

Não é uma história convencional sobre o Drácula, não vão encontrar vampiros, sangue ou outros seres sobrenaturais.

Este livro conta a história de um príncipe, Vlad Tepes, que deu a origem ao mito do Drácula, do ponto de vista da autora, que viajou e conheceu os lugares que ele percorreu e documentos que fazem parte da história dele.

Além da parte dramática entre irmãos que foram separados dos pais, o livro mostra a mente fria e calculista deste homem que ficou conhecido como o empalador, e todo mundo sabe que empalar não é algo agradável de se fazer. Já que, bom, a pessoa morre de forma bem dolorosa e humilhante.

A história te leva a conhecer apenas alguns fracos momentos românticos, já que o que importava para ele era o poder e sobreviver. Em algumas partes, é como se ele te convencesse de que o que ele fez não é errado, foi melhor para todos e era a unica opção.

Eu recomendo, pois mostra várias estratégias de guerra, as 3 mulheres que ele teve e de como funciona a mente de alguém ambicioso e ditador. Apesar de eu saber que uma leitura como essa pode ser cansativa para muitas pessoas, eu acho que vale a pena ler sim. Quem sabe, talvez você se surpreenda com a história dessa versão do Drácula.