segunda-feira, dezembro 12, 2011

Noturno - Guilherme Del Toro e Chuck Hogan

Eu sei que demorei muito para atualizar o blog. Minha desculpa: O trabalho! Essa época foi um pouco tensa e muito agitada lá onde eu trabalho, estou exausta, mas é um cansaço bom! Vai entender. Mas, obrigada Luara pela cobrança! Com certeza me motivou a atualizar o mais rápido possível.

Bom, estou aqui para falar de um livro que li faz algum tempo, "Noturno". Quando vi o livro pela primeira vez não me interessei muito, achei que seria chato por parecer ter toda essa história de ciência, afinal, sou uma pessoa que lê chick lit. Então, demorei muito para ler, mas como algumas pessoas que tinham o mesmo gosto que eu para livros achou ele muito bom, decidi dar uma chance.

Meu primeiro medo com esse livro foi por ser escrito por dois autores, pensei que talvez ficasse confuso, o estilo de um autor aparecendo e depois mudando para outro estilo, sei lá. Mas não aconteceu. Li ele muito rápido pois é muito envolvente, e confesso que fiquei com medo, em um ponto fiquei passando as mãos na garganta (quem começar a ler já vai descobri o porquê).

A história começa em um avião, que parece ter sido abandonado, todo apagado e fechado, exceto pelo fato de seus passageiros, pilotos e comissários ainda estarem dentro dele, mortos ou em coma. Claro que começam a investigar algum vírus ou coisa do tipo, mas toda essa parte da "ciência" não é chata. É bem simples. Fora isso, outras histórias vão acontecendo juntas. A investigação, os passageiros tendo alguns sintomas, e a história que parece originar tudo.

Não é um livro romântico, em que o principal assunto é o relacionamento de um homem e uma mulher. Não, ele conta sim sobre os relacionamentos entre as pessoas, mas a história é sobre esse vírus, que parece transformar as pessoas em vampiros. E não são vampiros do tipo charmoso e super bonito, mas vampiros do tipo zumbis, Resident Evil, um vírus mesmo que transforma a pessoa em um "animal". Mas com a história de um "mito" por trás.

Um livro de suspense muito bom mesmo, e adorei o que esses dois autores conseguiram fazer, tornar a história muito interessante e emocionante. Mas, achei que demorou muito na parte do avião, abre o avião, não abre o avião e tal. E como acaba muito abruptamente, acho que é o tipo de trilogia que é melhor começar a ler só quando todos os livros forem publicados.

É isso! Demorou, mas consegui!

5 comentários:

Karen Lavorato disse...

Ferrr, vc tá falando de mim??!!!! rsrsrs... Já leu A Queda, o segundo livro da trilogia? Demaiiisss!!!!!

. pamela moreno santiago disse...

Bom dia.
Desculpa o incomodo, mas venho hoje pedir que olhe com carinho meu blog de resenhas literárias, o O Leitor.
Se puder fazer parte, agradecemos.

Obrigada e uma ótima quinta-feira. Beijos,

Pamela.

Camila. disse...

Eu A-DO-REI o seu blog, menina! Aqui é tudo muito lindo! Suas postagens são bem elaboradas e organizadas! Parabéns!
Vi seu link em outro blog e resolvi visitá-lo. Já estou te seguindo, me segue também?

http://jovens-garotas.blogspot.com/

Beeeijos e estou te esperando lá! *-*

Luara Cardoso disse...

Ta aí um livro que eu não conhecia. :x
Mas simplesmente adorei o livro e a resenha. *-*
Tem tempo que eu não leio um suspense... quem sabe esse não é o próximo?

Um beijo,
Luara - @luuara
http://estantevertical.blogspot.com/

Aline Gasparini disse...

Nossa até então não sabia da existência desse livro, pelo menos que eu me lembre não 'Haha. Adorei a sua resenha, nunca li nada parecido, fiquei bem curiosa com esse lance de vírus, parece ser interessante.

Beijos&beijos
Book is life

Postar um comentário